quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Bringing Peace into the Room

how the personal qualities of the mediator impact the process of conflict resolution

Daniel Bowling / David Hoffman
Editors



Ao fazer algumas leituras, a preparar e a escrever alguns textos de formação, volto inevitavelmente a alguns livros. Este livro, que comprei em 2009 tem alguns capítulos que me despertaram para o desenvolvimento de outras competências e o aprimoramento de algumas das minhas capacidades para o exercício da mediação.
O encontro com a programação neurolinguística, a curiosidade despertada por algumas áreas da psicologia, a importância da inteligência emocional também na mediação, o mindfulness e a meditação.
É minha convicção que, para se ser mediador não basta aprender um processo (ou procedimento) e meia dúzia de técnicas de questionamento e análise do conflito e de construção de acordos. Trata-se ainda de desenvolver competências e capacidades de comunicação e apostar no desenvolvimento pessoal. Não se trata apenas de saber fazer, mas também de um profundo saber ser (e saber estar).
Deixo aqui mais uma proposta de leitura.
Resumo:
"Bringing Peace Into the Room examines the personal qualities that make a mediator effective. The eminent authors of this volume go beyond traditional descriptions of academic training, theoretical orientation, and refinement of technique to confront issues related to personal temperament and the crucial psychological, intellectual and spiritual qualities of the mediation professional-- qualities that are often the most potent elements of successful mediation. In this comprehensive resource, Daniel Bowling and David Hoffman bring together a stellar panel of practitioners, academics, teachers, and trainers in the field-- Michele LeBaron, Kenneth Cloke, Robert Benjamin, Don Saposnek, Sara Cobb, Peter Adler, Jonathan Reitman, Lois Gold, Marvin Johnson, and others-- who share their personal experiences as mediators. Each contributor demonstrates that at the very heart of conflict resolution is the subtle interaction between the parties and the mediator's personal and authentic style."